Importância das criptomoedas que replicam moedas fiduciárias

A chegada das criptomoedas foi, sem dúvida, um golpe na mesa do sistema monetário mundial, uma vez que essas novas moedas, ao contrário das convencionais, possuem uma forma diferente de aquisição de valor. No entanto, isso não significa que sejam totalmente independentes da moeda tradicional ou fiduciária.

E é precisamente a moeda fiduciária que pode vir a ser uma grande aliada, ou um carrasco, para essas criptomoedas. Por quê? Para o aparecimento de criptomoedas que replicam moedas fiduciárias. Aqui, vamos contar tudo o que você precisa saber sobre as duas moedas.

➡✨O que são moedas fiduciárias?

A moeda Fiat é praticamente qualquer nota ou moeda, uma vez que estes encontram seu valor no que é atribuído pelos bancos centrais e pelo governo, não tanto no material de manufatura como aconteceu com as moedas de ouro.

Sendo praticamente o dinheiro que usamos hoje, as moedas fiduciárias se tornaram uma parte importante do mundo das criptomoedas. Isso por causa de, O dinheiro fiduciário é o meio usado para comprar criptomoedas e, também, o fim quando você as vende para gerar lucro ou liquidez.

Moeda Fiat

➡✨ O mecanismo entre moedas fiduciárias e criptomoedas

Se você nunca teve criptomoedas, saiba que o dinheiro fiduciário é a única maneira de acessá-las. Com alguns dólares você pode comprar sua primeira criptomoeda que você pode usar, para trocar por outras, por exemplo, ou guardá-la até que seu valor aumente.

Quando chegar a hora de vendê-lo, você receberá seus ganhos em moeda fiduciária, portanto, no final do dia, as moedas tradicionais são uma parte importante da negociação. É por isso que existe uma relação simbiótica e dependente entre um e outro que dificilmente deixará de existir, pelo menos não por agora.

➡✨O problema da conversão

Um dos problemas que existe entre esse mecanismo é que, hoje, são poucas as criptomoedas que operam com par em moeda fiduciária. Isso significa que você não pode convertê-los diretamente de criptomoeda em dinheiro comum.

O processo para fazer isso é mudar suas criptomoedas para aquelas que operam sob este par, por exemplo, Bitcoin, então você tem que levar suas criptomoedas a uma corretora de câmbio e depois a uma que permita a negociação. Tudo isso se traduz em um processo tedioso e complexo de mover moedas de um lugar para outro.

➡✨Um exemplo

Suponha que você compre criptomoedas NEO e decida, por algum motivo ou outro, sair dessa posição e vender suas moedas NEO por moedas fiduciárias. O que você teria que fazer é, primeiro, trocar os NEOs por Bitcoin em uma plataforma de troca.

Então, você terá que pegar esses Bitcoin e procurar seu par em USDT, que é a forma como a moeda fiduciária é apresentada, para vender o Bitcoin e capitalizar. Isso só deve ser feito em uma plataforma que permite a venda de criptomoedas por moeda fiduciária, o que implica em muito tempo investido.

➡✨ O que são criptomoedas que se reproduzem em moeda fiduciária?

As criptomoedas que se replicam em moeda fiduciária são um tipo único de criptomoeda que tem a capacidade de replicar diretamente o dinheiro convencional. Ou seja, não o encontramos apenas em pares com outras moedas, mas também com outras moedas.

Isso torna o processo de conversão de criptomoedas em dinheiro convencional muito mais rápido. Não temos que ir de uma criptomoeda para outra e depois para o dinheiro, mas Podemos fazer isso diretamente, como se estivéssemos negociando uma moeda tradicional. Desta forma, os usuários podem economizar muito tempo.

➡✨ Como você faz uma criptomoeda ter um par de moedas fiduciárias?

Para que uma moeda virtual tenha paridade com uma moeda tradicional é necessário que ela tenha um lastro na referida moeda fiduciária. Ou seja, você precisa ter fundos reais em uma conta bancária, como uma ação.

Sendo apoiado por dólares, Esta moeda tem a garantia de liquidez suficiente caso todos os seus usuários desejem converter a moeda virtual em dinheiro real. Embora possa parecer simples, a complexidade está na quantidade que você precisa ter em estoque.

➡✨O problema do apoio financeiro

O problema de respaldar uma moeda virtual com dinheiro real está na grande quantidade necessária para alcançá-lo. E é que, de acordo com a legislação, o estoque deve ser equivalente à capitalização da criptomoeda em questão.

Por exemplo, se a criptomoeda tem uma capitalização de $ 3 bilhões, é necessário ter esse valor em uma conta bancária. À medida que a capitalização aumenta devido à liberação de criptomoedas, será necessário que as reservas de moeda fiduciária aumentem para garantir a paridade e o suporte.

Moeda Fiat

➡✨ Por que é uma boa ideia negociar criptomoedas com pares de moedas fiduciárias?

Sem dúvida uma das melhores ideias que você pode ter é operar com esse tipo de moeda, por quê? Porque acabaram sendo muito mais fáceis de usar, especialmente se você quiser convertê-los em dinheiro tradicional.

Graças ao fato de que você pode encontrá-los em um par direto entre criptomoeda e moeda fiduciária, você não terá mais que fazer todo o complicado processo de convertê-los para outra moeda virtual e trocá-los por dinheiro. Assim, você economiza muito tempo e complicações, sem ter que mudar de um para o outro.

➡✨Vão vir mais criptomoedas apoiadas por fiat?

Embora seja muito benéfico para os usuários ter suporte direto para uma moeda fiduciária, isso não é nada positivo. Tudo porque lançar uma moeda com essa paridade envolve muito investimento e atender a certos requisitos.

Como se não bastasse, há alguns pontos a se levar em consideração, pois algumas moedas podem perder valor por não terem reservas adequadas, bem como aumentos de gastos. Tudo isso acaba prejudicando o usuário, tornando-os mais caros e limitando o aparecimento de mais opções.

Eduardo lopez

Eu sou Eduardo López Martínez, nasci em Madrid, Espanha e tenho 48 anos. Sou jornalista e faço parte da equipe Brokersdeforexconfiables.com. Quer saber um pouco mais sobre mim? Convido você a ler minha biografia.

Editor e Copywriter

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.